Scroll Top

8 Sintomas de Depressão que Você não Percebe

Sintomas de Depressão – Se sentir triste ou meio cabisbaixo de tempos em tempos é uma parte normal da vida, mas quando se sente que está deprimido(a) é um pouco diferente.

Isso pode causar vários sintomas tanto emocionais quanto físicos que persistem e afetam o dia a dia da pessoa.

A depressão atualmente é considerada uma doença comum. Nos Estados Unidos, cerca de 6,7 por cento dos adultos têm depressão, segundo uma pesquisa do Instituto Nacional de Saúde Mental.

No mundo todo existem cerca de 350 milhões de pessoas das mais variadas idades que sofrem de depressão, segundo a Organização Mundial da Saúde.

As pessoas com depressão vivem com sentimentos de tristeza, desesperança, solidão e/ou perda de interesse na vida e em coisas que antes gostava.

Todos esses sentimentos podem interferir na capacidade da pessoa interagir adequadamente, causando um efeito dramático sobre a qualidade de vida.

Veja 8 Sintomas de Depressão que Muitos não Percebem

Existem alguns sintomas físicos que estão diretamente relacionados à depressão e são frequentemente ignorados por serem vistos como hábitos cotidianos.

Para entender a depressão, devemos estar atentos aos sintomas físicos que a depressão pode gerar. Isso é fundamental para se obter diagnóstico e tratamentos mais rápidos.

1. Insônia

Depressão - Insonia

A depressão também pode causar insônia, dificuldade em adormecer (insônia no início do sono), dificuldade em ficar dormindo (insônia de permanecer dormindo) e também causa sonolência diurna.

A depressão em muitos casos aparece com falta de energia e um sentimento de fadiga irresistível, este pode estar entre um dos sintomas mais debilitantes da depressão. Consequentemente, por se sentir cansado, acaba afetando a qualidade do sono.

A falta de qualidade do sono também pode levar à ansiedade e piorar a sua condição. O distúrbio do sono indica alterações significativas na função do neurotransmissor do cérebro, além de levar a deficiências significativas na qualidade de vida.

Pesquisadores descobriram que entre 531 pacientes com depressão, 97 por cento relataram sofrer insônia. Destes, 59 por cento relataram que a falta de sono afetou gravemente a qualidade de suas vidas.

2. Problemas no estômago

Depressão - Problemas no estômago

A depressão também tem uma forte ligação com os problemas digestivos como inchaço, constipação, intestino irritável e outros.

O intestino é um órgão particularmente sensível às mudanças de humor. As células nervosas em seu intestino fabricam entre 80 a 90 por cento da serotonina do seu corpo, um neurotransmissor impulsionador de humor.

Além disso, as pessoas quando estão deprimidas tendem a comer mais alimentos adocicados que estimulam a inflamação do cérebro e causam um desequilíbrio.

Estudos sugerem que algumas condições psicológicas como a depressão podem ser o resultado, e não a causa, de distúrbios gastrointestinais, como a síndrome do intestino irritável (IBS).

Doenças crônicas gastrointestinais podem afetar o comportamento psicossocial.

3. Dores no corpo

Depressão - Dor no corpo

A dor muscular ou articular muitas vezes pode ser causada pela depressão. Quando você está deprimido, seu corpo reage sob a forma de dor no corpo. As emoções suprimidas podem se manifestar como dor física.

Porém, em alguns casos, a dor constante também pode levar ao quadro de depressão. Por exemplo, se você tem muita dor ao caminhar ou fazer o trabalho doméstico, isso ao longo do tempo pode fazer você se sentir deprimido e posteriormente entrar numa depressão.

Um estudo publicado em 2005 por Canadian Journal of Psychiatry, constatou que as pessoas com fibromialgia são 3,4 vezes mais propensas a ter uma depressão do que as pessoas que não tem fibromialgia.

A dor nas costas também é comum em pessoas com transtornos de ansiedade e humor.

4. Perda ou ganho de peso fora do comum

Depressão - Perda ou ganho de peso fora do comum

A depressão pode afetar diretamente os hormônios que regulam o apetite e fazer você querer comer mais ou menos do que costumava antes. Além disso, os problemas de sono associados à depressão podem agravar o problema.

Uma vez que a privação do sono pode mexer com os mesmos hormônios da fome e da plenitude, causando a perda ou aumento de peso.

Um estudo do Journal of Health Psychology, constatou que pessoas deprimidas correm maior risco de desenvolver obesidade do que pessoas sem depressão.

O risco de pessoas deprimidas entrarem na obesidade foi particularmente alto em mulheres adolescentes. Essas descobertas foram resultados da revisão de dados de 16 estudos.

Se você ou alguém próximo tiver uma mudança relativamente súbita de peso, consulte um médico para examinar a causa, incluindo a possibilidade de depressão.

5. Dor de cabeça / enxaqueca

Depressão - Dor de cabeça

A depressão pode levar a sentir dores de cabeça, também é um sintoma comum em pessoas que sofrem de enxaquecas. A dor de cabeça pode ser a razão por trás do desenvolvimento de distúrbios do humor, como a depressão, ou vice-versa.

Esta ligação é ainda mais forte em pessoas diagnosticadas com enxaquecas com aura, o que significa que as pessoas veem luzes ou estrelas quando a dor da enxaqueca aumenta.

Pessoas com enxaquecas com aura estão mais propensos a sofrer de depressão do que pessoas que têm enxaquecas sem aura. Outro estudo descobriu que as mulheres de meia-idade com enxaqueca ou dores de cabeça estão em maior risco de depressão.

6. Problemas de pele

Depressão - Problemas de pele

A depressão está fortemente associada a níveis elevados do hormônio do estresse, o cortisol , por isso é comum ver problemas de pele em pessoas que sofrem de depressão. Pode até piorar em condições como eczema, psoríase e acne.

De acordo com um estudo realizado em 2005 por clínicas dermatológicas, o distúrbio psiquiátrico é relatado em aproximadamente 30 por cento dos pacientes com problemas de pele.

A ligação entre a depressão e problemas de pele pode ser devido a uma auto negligência pessoal, um efeito colateral comum da depressão.

Em outro estudo realizado em 2015 e publicado no Journal of Investiggative Dermatology constatou que a depressão e ansiedade eram comuns em pacientes com psoríase, dermatite atópica, eczema de mão e úlceras nas pernas.

7. Dor no peito

Depressão - Dor no peito

A dor no peito também é um dos sintomas da depressão que pode surgir em algumas pessoas. Muitas pessoas não sabem que a dor torácica está ligada à depressão e vice-versa.

A depressão pode afetar os ritmos cardíacos, aumentar a pressão arterial e elevar os níveis de insulina, colesterol e hormônio do estresse.

Pessoas com insuficiência cardíaca e moderadamente ou severamente deprimida têm quatro vezes o risco de morte precoce e duplicam o risco de internação em relação às pessoas que não estão deprimidas.

8. Problemas com a saúde bucal

Depressão - Problemas com a saúde bucal

A depressão também pode prejudicar sua saúde bucal. A falta de auto cuidado como escovar os dentes, lavar a boca e etc, que ocorre comumente em pessoas deprimidas.

A depressão e a ansiedade também estão associadas à perda de dentes, este é um problema que ocorre quando os indivíduos passam a serem negligentes no auto cuidado, já por causa da depressão.

Os médicos devem estar conscientes das consequências de uma dieta inadequada. Uma boa alimentação além de hábitos corretos no tratamento contra a depressão é fundamental.

Qual é o seu problema?

Preencha os campos abaixo com o título e descrição sobre qual o problema saúde que você tem.
Título: Descrição:

Categoria

Seu e-mail

Seu nome

ATENÇÃO - As informações e dicas de saúde contidas neste site, não substitui o acompanhamento e/ou receita do seu médico. Nunca faça nenhuma medicação por conta própria, siga o tratamento de acordo com a orientação do seu médico especialista.
Este artigo foi útil para você?
NãoSim
16 pessoas gostaram! #Compartilhe!

Gostou das dicas? Deixe sua opinião!

Marque algum(a) amigo(a) do Facebook para recomendar a leitura.

Gostou das dicas? deixe sua opinião!!!