Scroll Top

10 Sintomas de AIDS que Vão te Deixar Assustado(a)

Sintomas de AIDS – A sigla HIV significa “vírus da imunodeficiência humana“. Este vírus perigoso destrói as células CD4, também chamadas de células T, do sistema imunológico.

Se não for medicamente tratado, o HIV representa uma grande ameaça de se progredir para a AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida). A AIDS é uma doença mortal que destrói o sistema imunológico, deixando-o incapaz de lutar contra infecções fatais e cânceres.

O HIV é mais comumente transmitido através do sêmen, descarga pré-seminal, secreção anal, secreção vaginal e sangue.

As formas mais comuns pelas quais o vírus do HIV pode entrar no seu corpo são através de comportamentos sexuais de alto risco e exposição por injeção ou infusão.

Principais comportamentos de contaminação

  • Relações sexuais com pessoa infectada pelo HIV
  • Relação sexual anal considerada o meio de transmissão mais perigoso.
  • Relação sexual vaginal é o segundo mais perigoso meio de transmissão do HIV.
  • Relações sexuais desprotegidas com múltiplos parceiros.
  • Envolvimento na relação transacional (relações sexuais em troca de dinheiro).

Tipos de contaminação por injeção ou infusão

  • O compartilhamento de equipamentos de injeção de drogas com uma pessoa infectada pelo HIV também pode infectá-lo.
  • Compartilhar equipamentos de preparação de drogas com uma pessoa infectada pelo HIV também pode infectá-lo.
  • Os profissionais de saúde correm o risco de serem contaminados acidentalmente com uma agulha infectada pelo HIV.
  • O uso de agulhas ou seringas compradas pelos vendedores de rua pode infectá-lo com o HIV, pois esses vendedores frequentemente re-embalam agulhas e seringas usadas e vendem-nas como novos itens.
  • As transfusões de sangue contaminadas pelo HIV ou os transplantes de órgãos e tecidos também aumentam o risco de propagação do HIV.

Uma vez infectado pelo HIV, é irreversível.

Com a identificação precoce dos sintomas de AIDS comuns, um tratamento médico adequado e um estilo de vida saudável uma pessoa soropositiva pode levar uma vida longa e produtiva. Os sintomas do vírus HIV podem começar a aparecer em 2 a 6 semanas após a contração.

1. Um dos sintomas da AIDS é Febre

O sintoma de AIDS primário mais comum de HIV é a febre. Durante o estágio inicial do HIV a febre pode ser recorrente e durar por 2 a 4 semanas de cada vez.

77% dos 62 pacientes com infecção primária por HIV analisados em um estudo realizado em 2015, relataram que tiveram muita febre, e descrevem como o principal sintoma da doença.

Como as febres são a resposta do sistema imunológico às infecções virais, a febre nos estágios iniciais do HIV é um bom sinal. Isso prova que seu sistema imunológico ainda não está enfraquecido.

2. AIDS causa suores noturnos

Se você não conseguir dormir por causa de muito suor, e também está sentindo qualquer dos outros sintomas de AIDS descritos abaixo, isso pode ser motivo de preocupação.

O suor noturno causado pelo HIV ocorre persistentemente e sem nenhum esforço e pode molhar muito suas roupas e lençóis sendo quase impossível dormir.

Uma pessoa diagnosticada com HIV precoce contraído por relações sexuais anais desprotegidas com vários parceiros, relatou suores noturnos como um sintoma comum. Os suores noturnos geralmente acompanham a febre em pacientes com HIV.

3. HIV também provoca dores de garganta

A dor de garganta é outro sintoma de AIDS recém contraída. A dor de garganta foi constatada como um dos sintomas mais graves da infecção primária por HIV em 74 prostitutas infectadas.

Você pode sentir dores ao engolir alimentos e água, bem como sua própria saliva. Sua dor de garganta pode durar até 2 semanas e pode ser acompanhada por úlceras na boca.

4. Linfonodos inchados é um sintoma de AIDS

As células que formam o sistema imunológico estão espalhadas por todo o corpo. Um dos locais principais para sua distribuição são os gânglios linfáticos. Os linfonodos estão localizados no pescoço, sob as axilas e na região da virilha.

Como a principal tarefa do vírus HIV é destruir o sistema imunológico, eles atacam primeiramente as principais partes que estimulam a imunidade do corpo. Isso inclui os gânglios linfáticos.

O inchaço dos gânglios linfáticos é um aviso do seu corpo dizendo que está trabalhando duro para minimizar os efeitos causados ​​pela infecção do HIV.

Os linfonodos são dolorosos e macios ao toque. Eles podem frequentemente aparecer e desaparecer. É motivo de preocupação se o inchaço persistir mais de 2 a 4 semanas.

5. AIDS / HIV provoca erupção cutânea e dermatite seborréica

Dermatite seborreica no couro cabeludo, face e tórax é um dos primeiros sintomas de HIV, a prevalência de dermatite seborreica varia entre 30 e 83% em pacientes com infecção precoce por HIV.

As glândulas sebáceas estão localizadas principalmente na face, tórax, cabeça, parte superior das costas e região da virilha.

Um dos sintomas precoce do HIV é o surgimento de pele vermelha, inflamada, com coceira e escamosa em torno dessas regiões e podem durar de 2 a 3 semanas ou mais.

A faixa etária média dos pacientes com HIV é entre 17 e 54 anos, todos os pacientes apresentam todos os sintomas principais de uma infecção pelo HIV. A erupção cutânea foi o segundo sintoma mais relatado por todos os pacientes.

6. AIDS causa dor muscular (mialgia) e dor nas articulações (artralgias)

Embora essas condições estejam presentes ao longo da trajetória da doença, elas são sintomas de HIV primários fundamentais para identificar uma possível contração do HIV.

Os distúrbios musculoesqueléticos (aqueles que afetam os músculos e os ossos) são freqüentemente os sintomas iniciais do HIV, a dor muscular e articular pode começar desde uma dor moderada até grave, em duas ou mais articulações que dura entre 2 e 24 horas.

Em 300 pacientes com HIV analisados, 63,3% relataram distúrbios músculo-esqueléticos. Desses, 46,7% relataram dores no corpo, 26,7% relataram dor nas articulações, 8,3% relataram dor nas costas e 6,7% relataram osteoporose.

7. HIV provoca fadiga / cansaço

A fadiga do HIV pode ser descrita como uma falta de energia e um sentimento de exaustão. Pode ser constante e ocorrer sem qualquer esforço físico. 15 pacientes diagnosticados com HIV recentemente identificaram fadiga como um obstáculo perpétuo em suas vidas diárias.

A fadiga afeta significativamente a disposição para realizar tarefas domésticas, caminhar, exercitar, trabalhar e participar de outras atividades. A fadiga também pode induzir depressão e ansiedade.

8. Dor de cabeça é um dos sintomas de AIDS

A dor de cabeça é um dos sintomas de AIDS mais comuns e persistentes em pacientes. Este sintoma prejudica gravemente a qualidade de vida do paciente e impedem suas atividades do dia a dia.

As dores de cabeça primárias são dores recorrentes não associadas a qualquer doença subjacente. Eles podem significar que o HIV está em sua fase inicial.

As dores de cabeça secundárias estão associadas a outras doenças que se desenvolvem nos estágios posteriores do HIV quando o sistema imune se enfraquece ainda mais, permitindo que as infecções oportunistas prosperem.

Muitas vezes, as dores de cabeça de tipo tenso exacerbam e se combinam com dores de cabeça secundárias devido a essas doenças secundárias.

9. HIV provoca náuseas e vômitos

Náuseas e vômitos são dois dos sintomas de HIV, uma vez que a infecção compromete o sistema imunológico.

O organismo infectado pode contrair infecções bacterianas, fúngicas e virais mesmo no início da doença. A náusea é o aviso do seu corpo de que o organismo está sendo atacado por essas infecções.

10. AIDS causa diarreia

Assim como náuseas e vômitos, a diarreia é uma desordem do trato gastrointestinal causada por infecções bacterianas, fúngicas e virais que atacam quando o sistema imunológico está fraco em função infecção pelo HIV.

É um sintoma de AIDS comum do início da infecção, a diarreia prejudica gravemente a qualidade de vida do paciente e interfere com suas atividades rotineiras.

Qual é o seu problema?

Preencha os campos abaixo com o título e descrição sobre qual o problema saúde que você tem.
Título: Descrição:

Categoria

Seu e-mail

Seu nome

ATENÇÃO - As informações e dicas de saúde contidas neste site, não substitui o acompanhamento e/ou receita do seu médico. Nunca faça nenhuma medicação por conta própria, siga o tratamento de acordo com a orientação do seu médico especialista.
Este artigo foi útil para você?
NãoSim
23 pessoas gostaram! #Compartilhe!

Gostou das dicas? Deixe sua opinião!

Marque algum(a) amigo(a) do Facebook para recomendar a leitura.

Gostou das dicas? deixe sua opinião!!!